Manifesto

MANIFESTO

#pelaamazonia

Não há mais dúvidas, a emergência climática é um problema real. Na América do Sul, esse problema é levado adiante por corporações criminosas que devastam a maior floresta tropical do mundo e assassinam a população nativa que nela vive. A Amazônia vive um ecocídio e um genocídio que parecem não ter fim. De um ano para outro, o desmatamento da Amazônia cresceu mais de cem por cento, e cada vez mais são frequentes os assassinatos de líderes indígenas. É dever de todo cidadão não cruzar os braços diante de um genocídio. A luta pela defesa da Amazônia, a luta contra a violência, a luta contra a emergência climática, confundem-se entre si e são todas lutas pelo futuro do planeta. Não há combate contra a emergência climática com a destruição da Amazônia. E não há Amazônia sem os povos que mais a protegem. Não há Amazônia sem os povos amazônicos. “Quando a última árvore tiver caído, quando o último rio tiver secado, quando o último peixe for pescado, eles vão entender que dinheiro não se come”. A defesa da Amazônia não é projeto de um partido político, de uma empresa, ou de um governo. É de interesse de todos os seres humanos defenderem os patrimônios do planeta. É de interesse de todos os seres humanos defenderem o futuro do planeta onde vivem. Vamos mostrar aos governantes que, se eles não são capazes de proteger nossa casa, eles devem ser substituídos.